• Redator Ibx

Design Thinking

Atualizado: Set 3

Como isso pode te ajudar a tornar os problemas da sua empresa mais fáceis de solucionar?


Adotar decisões criativas e inovadoras para solucionar problemas no tempo demandado pelo mercado, o qual está cada vez mais curto, é essencial para a sobrevivência da empresa.


Assim, o Design Thinking chega para auxiliar a sua equipe a solucionar essas dificuldades. Basicamente, ele é um novo modo de abordagem que busca a solução dos problemas de forma coletiva e colaborativa, e que é utilizado pelas grandes empresas como Netflix, Natura e Havaianas.


O que é Design Thinking?


O Design Thinking tem como objetivo ajudar nas tomadas de decisões para a resolução dos problemas complexos, de forma inovadora e criativa, sempre pensando em como melhorar o serviço para o cliente. Mas antes de aprofundar, primeiro é necessário ficar claro que o Design Thinking é uma abordagem e não uma metodologia, ou seja, não existe uma fórmula específica que se aplique a qualquer situação.


Essa abordagem tem como foco a criação das condições necessárias para maximizar a geração de insights e a prática deles visando a evolução da empresa. Para ocorrer isso, essa ação sempre vai demandar que aconteça de modo que todos os stakeholders participem, de forma empática para que não ocorra pré-julgamentos e convicções pessoais, com isso a possibilidade de obter o máximo de perspectivas diferentes se torna mais real.


O propósito final sempre será alcançar a satisfação do cliente, e para isso acontecer deve-se alinhar o olhar de todos para o consumidor, desejando compreender a perspectiva dele e, com as habilidades profissionais diversas, criar soluções completas nas quais esse público enxergue valor e sentido dentro de seus próprios parâmetros. Dito isso, podemos seguir para a próxima sessão que irá explicar mais sobre os ciclos dessa abordagem.


As etapas do Design Thinking


Antes de explicar as etapas do Design Thinking é importante citar que cada empresa é diferente da outra, sendo assim, cada negócio pode conduzir esse processo de forma diferente. Posto isto, podemos entrar nesse novo tópico que explica os 5 passos dessa abordagem, que são:


Organização


No momento inicial é sempre importante planejar como irão ocorrer os próximos dias de trabalho. Diante disso, para que esse processo aconteça da melhor forma, gerando resultados incríveis, é importante selecionar a equipe, definir as regras de convivência, o cronograma e os demais fatores que interferem no processo.


Ademais, para que não tenha stakeholders com pré-julgamento e convicções pessoais, é indispensável o levantamento dos dados existentes do problema, contendo qualquer tipo de informação válida, pois todas são muito importantes para o processo ocorrer com base em fatos e não achismos.


Imersão


Nessa segunda etapa, é sugerido ir para o campo e coletar tudo que envolve e atinge a empresa, tendo como foco o produto e tudo que gira em torno dele. Mas não se abstenha em observar somente os processos internos da empresa, para alcançar esse objetivo é necessário também observar o macro ambiente em que esse negócio está localizado, levando em consideração a situação econômica do país, situação política e ações dos competidores. Após isso, é realizado análises como, por exemplo, a SWOT e benchmarking, pois só assim será possível encontrar oportunidades de inovações.

Em seguida, junte sua equipe para o alinhamento dos índices coletados, colocando um filtro sobre eles, iniciando pelo problema que precisa de uma solução urgente, até os que não necessitam. Então, é a hora de avançar para a próxima etapa que vai tentar buscar soluções para as questões levantadas nesse período.


Você sabe identificar fazer uma análise mercadológica? Através da reunião de análise é possível descobrir as principais dores da sua empresa e onde atuar para solucionar estes problemas!


Ideação


Como dito anteriormente e sugerido pelo nome, essa fase tem como objetivo a criação das ideias que solucione os problemas encontrados anteriormente, ou seja, nesta ocasião vai ser cogitado e discutido as soluções. Mas para que isso ocorra da melhor forma possível é de suma importância que haja liberdade de expressão e o envolvimento de todos, pois esse momento é de criação de ideias e não de julgamento. Para facilitar e fazer com que ele ocorra como descrito previamente, nesse processo é recomendado utilizar a técnica do brainstorming.


Prototipação


Depois de ter reunido o máximo de ideias com o brainstorming, é preciso agora colocar um filtro nelas, dando mais relevância para aquelas que tem mais chances de sucesso. E para diminuir o risco de fracasso é necessário fazer o que o título sugere, um protótipo das ideias que foram filtradas, pois além de prevenir o que foi citado anteriormente, ele também custa menos que a execução, tendo assim, menos chance da perda de dinheiro e tempo.

Este passo não envolve somente a criação de novos produtos, mas também a de serviços, em que neles pode montar protótipos mais abstratos, ou seja, simular as ações reais que podem ser representadas graficamente. Mas se for um produto, é necessário observar e decidir se a ideia é válida ou se necessita de alguns ajustes antes de investir um maior capital.


Implementação


A partir do pressuposto que o protótipo foi bem aceito e aprovado, agora é o momento de colocar em prática de verdade, levando em consideração todos os estudos feitos. Contudo, é importante não passar em branco que o desenvolvimento dessa implementação é contínuo e crescente, de forma que nunca seja interrompida.


Além disso, se esse processo resultar em um produto, esse momento é o de colocar as equipes de marketing e comercial para trabalhar como nunca, pois são eles que vão auxiliar a alavancagem no mercado. Seu objetivo será vender e não deixar essa solução cair no esquecimento do povo, ou seja, virar um abacaxi da matriz BCG.


Agora que você já sabe o que é Design Thinking, chegou a hora de agir!


Agora que o conteúdo todo já está bem entendido e você sabe que o Design Thinking é uma nova abordagem que depende muito dos stakeholders para que ela ocorra da melhor forma, e que todos os passos sejam adaptados e implementados de tal forma que funcione na realidade, você está pronto para colocar em prática essa técnica, e com isso acompanhar esse mercado que está cada dia dependendo mais de mudanças e soluções efetivas e ágeis.


Além disso, para que seus colaboradores consigam se adaptar a essa nova abordagem é muito importante que o ambiente seja agradável para todos, pois somente assim eles vão ter motivação e liberdade para conseguir ser criativos e com isso criarem ideias que vão ser relevantes para o mercado.


Arthur Martins

Consultor de Projetos



Ibmex - Consultoria Empresarial Jr

Contato:

Tel: (31) 4101-1121 &

(31) 98484-1703

comercial@ibmex.com.br

Endereço:

Av. Carandaí, 863, 2º andar - Bairro Funcionários, Belo Horizonte, MG 30130-060

Redes Sociais:

  • LinkedIn - círculo cinza
  • Facebook - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo