• Redator Ibx

Como Empresas Superaram a Crise do Coronavírus?




A chegada da COVID-19 no Brasil provou que nada é tão ruim que não possa piorar. O país, que já enfrentava uma grande crise econômica desde 2014, se viu novamente em um cenário de grandes incertezas com o decretamento de lockdowns, falência de empresas, inflação e restrições de circulação.


Entretanto, mesmo com tantos desafios, alguns gestores conseguiram dar a volta por cima e encontraram oportunidades de crescer e se reinventar e se tornaram exemplos no empreendedorismo.


Hering


A Hering é uma das principais varejistas do Brasil desde 1880. No começo da pandemia, a empresa teve que fechar suas lojas físicas por mais de três meses e chegou a ter um prejuízo de 90% comparado ao ano anterior.


Foi aí que a Hering teve a brilhante ideia de começar a vender seus produtos nas redes de supermercados, além de investir na experiência do usuário no site da marca. O efeito foi quase instantâneo e fez com que as vendas online aumentassem mais de 165%.


Bar dos Amigos - Montes Claros MG


Se engana quem pensa que apenas grandes empresas conseguiram driblar a crise do Coronavírus.


O Bar dos Amigos é um dos mais tradicionais de Montes Claros e vivia do entretenimento e aglomeração de pessoas, chegando a ter mais de 600 clientes no fim de semana. Com o fechamento de bares e restaurantes eles precisavam de uma ideia inovadora para conseguir manter a clientela, foi aí que eles criaram o conceito de “Boteco Em Casa”.


Diferente da maioria dos restaurantes que criam um cardápio próprio para Delivery, o Bar dos Amigos garantiu que todos os pratos chegaram nas casas dos seus clientes da mesma forma que eram consumidos no bar, além de implementarem um “Happy Hour” para empresas e grupos de amigos fazerem confraternizações online.


Eles também investiram pesado na divulgação de marmitas para o almoço de pessoas que estão trabalhando de home office, mas não tem tempo para cozinhar.


MRV


Até mesmo a MRV, enfrentou diversos problemas na pandemia. O lockdown e o medo do contágio deixaram os clientes receosos em visitar os apartamentos. A solução foi reinventar seus canais digitais permitindo que os clientes buscassem e comprassem apartamentos de forma 100% online.


Como resultado, o faturamento da empresa aumentou em 28%, mesmo com os stands de venda fechados.


Housi


A Housi é uma startup de São Paulo que tinha a proposta de oferecer casas e apartamentos para executivos que faziam viagens de curta duração. Com a pandemia, muitas empresas pararam de mandar seus funcionários em viagens, o que diminuiu drasticamente a demanda da Housi.


A solução foi reinventar a sua proposta de valor, focando em oferecer estadias de longa duração para famílias passarem a quarentena em um local mais aconchegante. Assim, o faturamento da Housi cresceu 60% em Julho.


Como será que essas empresas citadas conseguiram tomar todas essas decisões assertivas em meio ao caos ?


Com base em dados e em métricas.


Elas conseguiram metrificar, por exemplo, que as vendas caíram 50% ou que as visitações em lojas físicas quase paralisaram.


Dados e métricas proporcionam a capacidade de tomar decisões mais rápidas e certas, em cima do que está errado ou falho, mas elas demandam controle e organização, principalmente da saúde financeira da empresa.


É por isso que algumas empresas conseguem dar a volta por cima e encontrar oportunidades, revertendo cenários que antes pareciam impossíveis.


Hoje será que você realmente conhece a situação financeira de sua empresa ?


Infelizmente, o brasileiro não está acostumado a realizar o controle de suas finanças. Segundo pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 46% dos brasileiros não realizam um controle sistemático do seu orçamento.


Considerando esses dados, disponibilizamos a você um quiz para você se certificar em qual status financeiro se encontra a sua empresa.


Clique aqui para conseguir acessar ao Quiz.