• Redator Ibx

Aprenda como utilizar as técnicas de SEO a favor do seu negócio

Estar no topo do ranking do Google ou de outro mecanismo de busca é o desejo de qualquer empresário que investe no Marketing Digital e o SEO é uma das técnicas mais usadas para isso. Por isso, é preciso investir em estratégias específicas desse mecanismo para atingir o sucesso no Google. Você sabe quais são os passos chave e como usá-los a seu favor?


SEO (do inglês Search Engine Optimization) significa otimização para mecanismos de busca. Constituído de estratégias e técnicas, ele tem o objetivo de fazer com que seu site se adapte aos algoritmos dos mecanismos de busca como o Google, Yahoo e Bing, de forma a alavancar e maximizar sua posição na busca orgânica (não patrocinada), aumentando o número de visitas e conversões no seu site. Essa otimização pode garantir a atração de novos clientes e, consequentemente, o aumento dos lucros.


1. Palavras-chave


Antes de tudo, é necessário compreender as necessidades do seu público-alvo, quais palavras-chaves são as mais pesquisadas por ele. Essa pesquisa pode ser feita por meio de muitas ferramentas, como o “Semrush” e o “Google Keyword Planner”.


Palavras mais curtas são mais disputadas e têm um número maior de cliques, já as mais longas têm um menor acesso. Essas são conhecidas como cauda longa, são termos ou expressões que são mais abrangentes e genéricas. Já as de cauda curta, como são chamadas, são expressões de três palavras no máximo. São a primeira ideia que vêm a sua cabeça. Use elas quando você quiser trazer mais tráfego para o seu site. Fique atento! É importante escolher poucas palavras-chave principais para não evitar que o conteúdo se torne muito específico.

2. Conteúdo


Depois de selecionar suas palavras-chave mais relevantes, o próximo passo é criar conteúdos relevantes, interessantes e úteis para os leitores. Para isso, faça sua pesquisa sobre o assunto em outros sites e se informe. Fuja da monotonia, invista em gráficos e imagens, tente ser o mais original e autêntico possível. Construa materiais de fácil compreensão e que atendam a maioria das pessoas que acessam seu site. Além das novas postagens, não deixe que suas páginas e arquivos fiquem esquecidos. Atualize e aprimore aqueles conteúdos que tiveram maior acesso e ainda geram tráfego orgânico. O mais importante: conheça seu público! Informe-se sobre seus interesses e costume, para que você produza conteúdo direcionado a eles.


3. URL (link)


URL é o que direciona o indivíduo para sua página. Ela deve ser simples e, se possível, curta e de fácil dedução sobre o assunto daquela página. Fuja dos números e símbolos, invista em separar as palavras com traços ou barras.

  • Links quebrados: são links de páginas que foram excluídas ou que sofreram alguma mudança, alterando o link original. Evite ao máximo ter qualquer link quebrado no seu site. Não é bom para você, seus leitores, nem para os rankings dos sites de busca, além de dificultar o seu rastreio. A maneira mais fácil de verificar se há links quebrados em seu site é analisar no Google Search Console.

4. Landing Page


Uma Landing Page pode ser entendida como uma página de aterrissagem ou de conversão. Elas possuem todos os elementos necessários para que haja conversão do visitante em lead. Além disso, esse tipo de página costuma ter altas taxas de conversão, por isso são primordiais. Não se assuste, se sua conversão for de 3%, isso é considerado um bom começo.


Se um indivíduo busca por um determinado assunto no Google, por exemplo, ele poderá acessar um conteúdo referente ao tema no seu blog, e esse post será a Landing Page. Ou algum conteúdo exclusivo no formato de Landing Page, como uma planilha. Por isso, capriche em seu design, seu conteúdo e seu título. Esses detalhes aumentam muito as chances de trazer as conversões que você tanto deseja.

5. Sitemap


Sitemap nada mais é que o mapa do seu site, onde se encontram os links de todas as páginas. Ele é fundamental para que o Google rastreie suas páginas. Além disso, você pode escolher quais páginas vão ser rastreadas, priorizando aquelas consideradas melhores e valiosas. O programa específico depende do sistema de gestão de conteúdo que você usa. Se o seu site é do WordPress, você pode gerar um sitemap usando um plugin, que é um programa de computador usado para adicionar funções a outros programas, fornecendo alguma funcionalidade especial ou muito específica.

6. Dispositivos Móveis


Cada vez mais, o Google está ranqueando e priorizando sites que se apresentam com melhor funcionalidade em dispositivos móveis. Se você ainda não tem uma formatação compatível para esses aparelhos, já comece a investir nisso. Depois, experimente usar seu site em diversos tipos de dispositivos para ver como seus usuários visualizam seu site.


Seguindo esse pensamento, o Google lançou o projeto AMP (do inglês Accelerated Mobile Pages), traduzida para o português, “páginas aceleradas para dispositivos móveis”, programa com o objetivo de aperfeiçoar a estrutura e carregamento do site por dados móveis, criando uma versão alternativa dela.


Conclusão

Como você pôde observar, o SEO é uma tática com muitos recursos e primordial para obter visibilidade online. Seguindo esses passos com atenção e cautela, você estará próximo de estar nos primeiros resultados nos mecanismos de pesquisa e com certeza estará se destacando muito mais do que antes. Caso tenha alguma dúvida ou queira aprender ainda mais sobre o assunto, não deixe de comentar e ler os outros artigos do blog.


Maria Clara Ageu

Consultora de Marketing

Ibmex - Consultoria Empresarial Jr

Contato:

Tel: (31) 4101-1121 &

(31) 9 8654-0274

comercial@ibmex.com.br

Endereço:

Av. Carandaí, 863, 2º andar - Bairro Funcionários, Belo Horizonte, MG 30130-060

Redes Sociais:

  • LinkedIn - círculo cinza
  • Facebook - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo